Mostrar mensagens com a etiqueta universo. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta universo. Mostrar todas as mensagens

2012/07/04

Partícula de DEUS...

Eu em 30/6/2012. O que sou, quem sou, uma partícula ínfima do Nada ou do Tudo?


04-07-2012 09:25 - Cientistas anunciam descoberta que pode ser "partícula de Deus"
Os físicos têm tentado encontrar provas da existência do bosão de Higgs(*) há quase 50 anos e, nos últimos dias, poderão ter finalmente encontrado a partícula, anunciaram hoje os cientistas, explicando que a nova partícula tem características de massa e comportamento previstas para o bosão de Higgs.

O bosão de Higgs combina duas forças da natureza e mostra que são, de facto, aspectos diferentes de uma mesma força maior, sendo que esta partícula é a responsável pela existência de massa nas partículas elementares.

Os resultados das pesquisas, que não são conclusivos, porque os cientistas preferem manter a prudência, são hoje explicados numa conferência de imprensa.




Jornal de Negócios - Lusa


(*) http://pt.wikipedia.org/wiki/B%C3%B3son_de_Higgs
-
nota do momento: realidade, terra, lourais, barreira, trabalho, ies, fisco...raios partam o fisco!
momento posterior ao anterior: Peço desculpa pela mudança do título deste verbete, já com ele no éter!...  (ensaios é no que dá!...)
@as-nunes 

2010/07/03

Nós, Deus e o Universo


A noite correu lenta
dorida, impertinente
desmazelada, cinzenta
ela, comigo, doente

Ao amanhecer pardacento
o galo ouvi cantar
a vida num momento
com outras cores ficar

Bom dia, Vida
És tão Bela
Tão sentida
Acabei a sentinela...

Graças a Deus...
(…)

Há momentos na vida em que nos pomos a pensar de forma diferente de outros em que nos julgamos indestrutíveis, sem males de maior que nos possam apoquentar.
Sabemos como é difícil viver. Como a luta por uma vida útil e digna é árdua. Constante. Mas a nossa racionalidade impele-nos a pensar que somos capazes de vencer todos os obstáculos. Quando muito com alguns arranhões.

Mas também há outros momentos na vida em que somos levados a reflectir sobre a natureza da Força Suprema que orienta O Universo. Nessas alturas, quantas vezes – quais náufragos - tentamos agarrarmo-nos a tudo e a nada de forma a nos mantermos à tona da água. Momentos em que a nossa perspectiva do que representa a existência, o ser/estar ou não ser/não estar, o nosso próprio mundo tecido à volta de imperceptíveis nadas, nos questionam a nós próprios e nos examinam como se nem a mais pequena parte do átomo fôssemos!...

E assim há-de continuar a ser, eternamente!...
Posted by Picasa