Mostrar mensagens com a etiqueta mães. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta mães. Mostrar todas as mensagens

2014/08/05

À minha mãe Encarnação no dia do seu 90º aniversário


((Em 1971/2 (na quinta da Fernandinha (Bº Abílio Jerónimo - Viseu) com a Inês, ao colo, e a Isabelita (Hoje Prof. Dra. da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra))

A ti,  minha mãe
(no dia dos teus 90 anos)

No dia 4 de Agosto de 1924
No Casal pela primeira vez
Tu, minha mãe, viste  a luz
Tempos de extrema escassez 

A minha avó Queiriga (Caria)
Esperou até eu regressar
Da guerra de Moçambique 
A Zaida, a Inês,  comigo a voltar

O meu avô, teu pai
Não o cheguei a conhecer
Só me lembro 
De no Porto falecer

Dizes que sou parecido com ele
Dizem que sou parecido contigo
Olho-me na fotografia
A ver se o avô ver consigo 

Só vejo que cada dia que passa
Contigo me sinto mais parecido

Salve, Mãe
antónio

2009/09/24

Maria da Encarnação de Almeida


José Régio
Quando eu nasci

Quando eu nasci,
ficou tudo como estava,
Nem homens cortaram veias,
nem o Sol escureceu,
nem houve Estrelas a mais...
Somente,
esquecida das dores,
a minha Mãe sorriu e agradeceu.

Quando eu nasci,
não houve nada de novo
senão eu.

As nuvens não se espantaram,
não enlouqueceu ninguém...
...

-

À minha Mãe!... que não anda bem de saúde... que há 84 anos, por sua vez, nasceu no Casal - Ribafeita, em Viseu. Que espero que recupere depressa o seu ar suave e sempre disponível para os filhos, os netos, os bisnetos, restante família e toda a gente a quem ela sempre se tem prestado a ajudar nas mais diversas circunstâncias.

2009/05/02

À Mãe Natureza...Rosas para a minha mãe Encarnação!

video
Estes dois últimos dias têm-se apresentado duma forma excelente para a época do ano. Sol como já há uma semana ou mais não tínhamos, temperaturas máximas a subir. Claro que, estando nós em fim-de-semana prolongado e com este tempo, é natural que o computador tenha ficado para segundo plano.

Aliás, penso que até é salutar que tenhamos destes escapes nas nossas vidas. Pensando bem, somos cada vez mais os que passam bastante tempo defronte do computador. As atracções são muitas e a facilidade com que comunicamos uns com os outros sem termos que nos deslocar fisicamente, têem-nos induzido ao comodismo da comunicação digital. Em detrimento do insubstituível contacto pessoal. O que não augura nada de bom para a necessidade duma maior e próxima socialização da Humanidade.


Quantas vezes não estamos, muitos de nós, a escrever simplesmente para o computador, a desabafar, a criticar, enfim a transformarmo-lo num autêntico confidente!..

Aqui deixo, para minha própria descompressão, e até para ajudar a apaziguar os ânimos dos leitores, ocasionais ou de tertúlia, deste meu blogue, o vídeo acima, composto de uma simples sequência de algumas fotos de flores do meu jardim, tiradas por mim, hoje mesmo.

Sejam felizes! Aproveitem o tempo!...

2006/05/07

MINHA MÃE


Olá Mãe
Bem sabes que já sou avô
Mas tenho-te a Ti
Mãe
Lembras-te desta fotografia?
Hoje tens mais 60 anos
Saúdo-te, Mãe
Viverás para sempre
no meu espírito
Mãe
Sempre

O teu Tónio

---
asn