Mostrar mensagens com a etiqueta josé marques da cruz. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta josé marques da cruz. Mostrar todas as mensagens

2014/04/28

Soutocico - Jantar Medieval (ver também http://youtu.be/icrPM4Wc_Iw






José Marques da Cruz fez a apresentação do seu trabalho cultural (com predominância gastronómica reportada à época Medieval). À mesa tivemos a ocasião única de provar; soube tudo muito bem; um manjar dos deuses - Zeca e equipa da cozinha do CR Soutocico). 

Foi o Salvador que nos tirou a foto...






E o Sarau Cultural lá prosseguiu...
Fernando Brites leu o Foral de D. Sancho I a favor das gentes de Soutocico - séc. XIII


Fernando Brites, em pé; Zaida Paiva Nunes a dizer o poema de Nuno Júdice "O Vento assobia nos ossos de Cervantes"

Durante a apresentação do trabalho exemplar (já aqui venho deixar o registo do nome do amigo que o preparou, deliciado - disse-me (desculpe, mas o seu nome não me veio logo à cabeça (coitada dela)), "Guernica", que girou à volta do célebre painel pintado por Picasso, entre Abril e Junho de 1937 e que "representa o bombardeamento sofrido pela  cidade de Guernica em 26 de Abril de 1937 por aviões alemães, em apoio da fação do futuro ditador Francisco Franco, que se impôs aos republicanos.   

nb.:
aqui e/ou no Facebook apresenta-se um vídeo duma parte da atuação interessantíssima de Salvador Garcia Lax, um amigo que vai ficar no coração dos  soutociquenses e que dentro de dias vai regressar a Lanzarote. Obrigado Salvador, pelos belos momentos que temos vindo a desfrutar, não só aqui, mas também na Biblioteca Municipal de Alcanena...
http://youtu.be/icrPM4Wc_Iw


2009/04/14

ACÁCIO de PAIVA nasceu há 145 anos, em Leiria.

. Como já se devem ter apercebido, sou um fã incondicional de Acácio de Paiva, lídimo representante das letras portuguesas, humorista de refinado quilate, prosador e poeta de reconhecido mérito, que muito honra a cidade que o viu nascer em 14 de Abril de 1863, no Largo da Sé, 7 , em Leiria, na célebre casa "Pharmácia de Leonardo da Guarda e Paiva", a "botica do Carlos", a que se refere Eça de Queirós, no seu imortal "O Crime do Padre Amaro".
Hoje à tarde, ia eu a sair do meu escritório, sito precisamente no 1º andar dessa casa, que pertence à família Paiva (por parte de José Teles de Almeida Paiva) e à qual estou ligado por casamento, quando o meu amigo e vizinho da Rua da Vitória, o Fragoso, me chamou e questionou-me sobre se tinha lido o Diário de Leiria de hoje, dia 14 de Abril de 2009. Que vinha lá um artigo sobre uma pessoa da família, Acácio de Paiva! Que não, respondi eu, mas que não podia deixar de lhe dar uma vista de olhos (melhor dizendo, ia lê-lo e guardá-lo, claro está).
Ainda ontem à noite tínhamos estado a falar sobre Acácio de Paiva numa reunião/tertúlia no "Caffé Gato Preto", a que, por sinal, dei bastante relevo na entrada anterior deste meu blogue.
Sem mais delongas, façam favor de ler esse artigo, que o reproduzo ao lado, mesmo sem pedir licença ao autor e ao Jornal. Não ma negavam, que bem me apercebi nas conversas entretanto havidas a este propósito.
.
(clic em cima da imagem para melhor ler)
-
Um amigo, mesmo agora, recordou-me uma quadra, que ficou na sua mente, tantas vezes eu falo, publicamente, de Acácio de Paiva e em particular da sua poesia:
...
Anda o moinho de vento
a moer, sempre a moer
mais mói o meu pensamento
Saudades por não te ver
.
-
Nota: Outras entradas anteriores sobre Acácio de Paiva.(clic)
------- Veja também apontamento "Região de Leiria" de 17-04-2009 em "dentro de ti ó Leiria"
Posted by Picasa

2007/11/21

IPL - Campus Universitário de Leiria


Vista do vale do rio Lena(*), na zona da Quinta da Mourã - Barreira - Leiria, princípio da tarde de sábado passado, desde as traseiras das novas instalações do Campus Universitário - IPL(**), Escola superior de Educação, Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ali para os lados do "Continente").
Aprecie-se, na foto rectangular, um dos resultados das monumentais movimentações de terras que as máquinas modernas proporcionam em tempos recorde. Entretanto, vamo-nos queixando das alterações climáticas.

...---...

(*) Lenda do Lis e do Lena

Nasceu o rio Lis junto a uma serra
No mesmo dia que nasceu o Lena;
Mas com muita Paixão, com muita Pena
De seu berço não ser na mesma Terra.

Andando, andando alegres, murmurantes,
Na mesma direcção ambos corriam;
Neles bebendo, as aves chilreantes
Cantavam esse amor que ambos sentiam

Um dia já espigados, já crescidos
Contrataram casar, de amor perdidos
Num Domingo, em Leiria de mansinho...

Mas Lena, assim a modo envergonhada
Do povo, foi casar toda enfeitada
Com o Lis mais abaixo um bocadinho.

José Marques da Cruz
1888-1958

-

(**) Sessão de Homenagem a Miguel Torga

CONVITE

Os Presidentes do Instituto Politécnico de Leiria e do Elos Clube de Leiria têm a honra de convidar V. Exa. e Exm.a Família, para a Sessão Cultural e Homenagem ao Insigne Escritor e Poeta Miguel Torga, a ter lugar no próximo dia 30 de Novembro, pelas 17 horas, no auditório 1 da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Leiria. A culminar esta cerimónia, haverá uma visita à Exposição de Arte, em que estarão representados Artistas Plásticos que conviveram, conheceram e ou mantiveram relações de amizade com Miguel Torga, nomeadamente na cidade de Leiria.A exposição estará patente no Salão da Biblioteca José Saramago, no mesmo campus.

Programa
- Projecção de Imagens sobre Miguel Torga
- Poesia de Miguel Torga dita por Adélio Amaro, Soares Duarte e José Vaz
- Testemunhos e opiniões sobre Torga: Prates Miguel, Arménio Vasconcelos, Maria da Conceição Morais Sarmento Celeste Alves
- Apresentação do Roteiro “Torga em Leiria”, a editar por Região de Turismo Leiria/Fátima e Elos Clube de Leiria
- Informação sobre os Concursos de Artes Plásticas e Literário com temática Torguiana
- Entrega de 5 Diplomas e Medalhas alusivos ao Centenário de Miguel Torga
- Momento de Poesia, lida por Zaida Nunes, e Bailado pelo Grupo Contemporâneo Oito Tempos, sob a direcção da professora Cláudia Cardoso
- Momento Musical, com composições e direcção do Maestro Vicente Narciso, vozes de Dina Malheiros e Genealda Sousa, com poemas de A. Vasconcelos e Miguel Torga.
Os meus cumprimentos,
Adélio Amaro
Vice-presidente do Elos Clube de Leiria

Posted by Picasa