Mostrar mensagens com a etiqueta Arménio Vasconcelos. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Arménio Vasconcelos. Mostrar todas as mensagens

2017/03/25

ACLAL a integrar o projeto «ARTES e LETRAS LUSÓFONAS SEM FRONTEIRAS»

 As bandeiras do Jornal Sem Fronteiras, do Brasil, de Portugal e da ACLAL, na Mesa no Mosteiro da Batalha. 
Dr. Joaquim Ruivo (Diretor do Mosteiro da Batalha), Dra. Diandreya Portugal (Jornal Sem Fronteiras), Dr. Arménio Vasconcelos (Presidente da ACLAL)

No Auditório do Mosteiro da Batalha, na sexta feira passada, dia 23 de Março de 2017, numa sessão de apresentação do projeto Cultura Lusófona Sem Fronteiras no momento em que Diandreya Portugal mostrava dois livros da autoria de participantes neste projeto.

nota:
Está em edição uma longa reportagem sobre a vinda a Portugal duma extensa caravana de Brasileiros, a que se juntaram Portugueses da ACLAL e outros apoiantes do projeto, espalhados pelo resto do mundo.
-
contacto: 
(promete-se celeridade numa resposta):

2017/03/03

Perspetivas dum mês de Março cheio de atividade. A propósito do 98º Aniversário de Eva de Sousa Esteves Paiva.


 Zaida e sua mãe Eva Paiva, no dia do seu 98º Aniversário, no Lar da Adesba - Barreira
 A Edite e a Zaida, primas como se fossem irmãs.

Foto em contraluz. O Álvaro Lucas Pereira, marido da Edite. Primo.
---
Texto originalmente publicado no meu FB
-
Este mês de Março perspetiva-se como um mês cheio... Pois que assim seja!
1- Ainda em fev(27) a minha sogra, Eva Paiva, entrou nos 98 anos de idade com o aspeto que se pode ver na fotografia abaixo, ao lado da sua filha Zaida;
2- Amigos meus vão apresentar um duplo CD com música e poesia;
São eles: Carlos Pires (Poesia) e Pedro Jordão (composição Musical);
3- Idem na organização e participação numa Ronda Poética em Leiria, coordenação de Paulo Costa;
4- O meu pai irá fazer 93 anos de idade;e a Ana Damaso e a Carolina também aniversariam neste mês;
5- O meu blogue "DISPERSAMENTE..." vai entrar no seu 11º ano de atividade;
6- O AQVS(*) vai de vento em popa...
7- A Tertúlia dos "Serões Literários das Cortes" do próximo dia 11 vai aflorar a questão essencial "Que é uma Coisa?";
8- A convite do meu amigo Arménio Dos Santos Vasconcelos e na qualidade de membros da Academia Aclal Letras Artes Lusófonas , eu e a Zaida, vamos participar nas comemorações do 5º aniversário dos Jornal Sem Fronteiras (Brasil e mundo lusófono), com sessões culturais e de homenagens em Lisboa, Mosteiro da Batalha, Castelo de Leiria, Figueiró dos Vinhos (Museu e Casa Cultural de Almofala), Museu Maria da Fontinha (Além-Rio- Castro Daire), etc
9- O meu amigo Carlos Lopes Pires vai lançar aos sete ventos um seu livro de poesia (mais um, mas sempre com a sua verve a fazer prevalecer o seu humanismo e a sua preocupação estética acima de tudo) que será já no dia 1 de abril. Mas é verdade, segundo afiança o autor e o editor (TextiVerso) corrobora.
... E assim vai o mundo ...

(*) movimento clandestino e ultrassecreto.(bolas! na ortografia antes do AO90 era ultra-secreto). Ironia nossa, do núcleo duro dos Serões Literários das Cortes. 

2015/06/11

ESPAÇO-MEMÓRIA da NOVA-HÉLADE - primeira Parte - Almofala de Cima-Leiria

A entrada da primeira Parte do "ESPAÇO-MEMÓRIA  da "NOVA-HÉLADE" - Almofala de Cima - Leiria, criação do Dr. Arménio Vasconcelos.
INAUGURAÇÃO no dia 10 de Junho de 2015.




Deu-se o caso de a Zaida se ter lembrado do chapéu que comprei em Creta em 2004, quando lá fomos de visita e férias, em 2004.

Dr. Arménio Vasconcelos a saudar os visitantes para a inauguração da "Nova-Hélade"

Arménio Vasconcelos com uma adorável senhora da Confraria da Geropiga"













Arménio Vasconcelos a dizer da sua felicidade de poder homenagear, nesta oportunidade, as suas três netas, reservando-lhes um local próprio neste mágico "ESPAÇO-MEMÓRIA da NOVA-HÉLADE"












Zaida Paiva Nunes a dizer um poema de Florbela Espanca...
Adélio Amaro no uso da palavra: aproveitou para propor a instauração dum Panteon da Palavra; porque não?  Foi muito aplaudida esta ideia.









...no fim, saboreie os sumos de uva moscatel dourado e carmim, a
jeropiga, o MUSKAT da Casa Agrícola  R V, de 2011...






















Aqui chegados, o anfitrião apresentou e deu a palavra a António Nunes (autor deste blogue) para que falasse da sua inolvidável experiência que foi, em 2004, ano dos Jogos Olímpicos de Atenas, ter visitado, demoradamente, CRETA. E falou da sua ida a Knossos e ao Planalto de Lassíti onde nasceu Zeus, o deus dos deuses, de várias outras referências da Mitologia Grega e da forma como Zeus criou a Ilha de DIA (que também visitou), a 10 km a Norte de Creta...














Em breve: apontamentos descritivos sobre o que é e o que pretende vir a ser o "Primeira parte do Espaço-Memória da Neo-Hélade", criado por Dr. Arménio Vasconcelos, em Almofala de Cima, no distrito de Leiria, na zona de Avelar/Ansião.
nb.: Eu estive lá. Espero ainda aqui colocar mais algumas fotos; assim elas me cheguem às mãos.
montagem vídeo com um vigoroso manifesto anti ditadura financista da UE, particularmente contra a Grécia neste momento.
---
Estatística: 771 visitas a este ´post´ até 15jun2015
------------- 811 às 02h00 do dia 18-06-2015
------------- 901 às 14:25 do dia 18-06-2015
---------- 1.012 às 21h00 do dia 19-06-2015

in CONVITE:

Dê-me a honra da sua presença, pelas 16 horas do próximo dia 10 de
Junho (Dia de Portugal), a fim de assistir à apresentação da “Primeira
parte do Espaço-Memória da Neo-Hélade”.

O local: Lagoa Joanina em Almofala de Cima, Aguda, Figueiró dos
Vinhos, à distância de um estádio (stadium) do Museu de Almofala.
  – Chegada de clássicos e antigos;
  – Passeio-leitura de mensagens, mitologia e figuras dos deuses e
heróis da Hélade: trono de Zeus; Safo; Penélope; Odysseus; Dioniso;
Hera; Athena; Dodonia; Delphi; Hades; as Três Graças; os cisnes de
Apolo e de Dirce; as coroas dos vencedores “ólea europeae” em Olympia;
“laurus nobilis”, em Delphi; “pinus pínia”...; Ytaca; Creta; Calypso;
as videiras de Dioniso...

CULTURA, ARTE e CULTO DO BELO.

...no fim, saboreie os sumos de uva moscatel dourado e carmim, a
jeropiga, o MUSKAT da Casa Agrícola  R V, de 2011...;

... e voltará um dia para conhecer a Segunda Parte do Espaço-Memória
da Neo-Hélade.

Nota: Durante vinte minutos serão referidos (vendidos a 5 euros, cada
exemplar) os livros: “Zélia Gattai, a bem-amada”, de Aurora Simões de
Matos e “Rimas Perdidas, Ensaio sobre Florbela Espanca”, de Claire
Leron; no âmbito da actividade da Academia de Letras e Artes
Lusófonas.
Serão lidos poemas...
Serão ouvidas vozes de rouxinóis...

---
Assim aconteceu, de facto.